17 materiais mais caros do mundo




Você é rico? Então com certeza não vai ter dinheiro para comprar as coisas da nossa lista
Confira agora os 16 materiais mais caros do mundo:


17- Trufa branca - R$ 15/grama
O fungo sazonal é raro e colocado em comidas de altíssima gastronomia como ingrediente.


16- Açafrão - R$ 19/grama
Popularmente conhecido como “ouro vermelho”, o tempero vem da flor Crocus sativus. Para obter um quilo desta especiaria preciosa, é necessário recolher mais de 150.000 flores. Como todo o processo (desde a colheita até o preparo da flor) é feito à mão, é fácil entender a razão pela qual o açafrão é especiaria mais cara do mundo. 


15- Ouro - R$ 95/grama
O ouro é conhecido desde a Antiguidade, sendo certamente um dos primeiros metais trabalhados pelo Homem. É considerado como um dos metais mais preciosos, tendo o seu valor sido empregue como padrão para muitas moedas ao longo da história. 


14- Ródio - R$ 99/grama
A extração industrial do ródio é complexa, pois nos minérios é encontrado em pequenas quantidades, misturado com outros metais. A produção mundial é de apenas 7 a 8 toneladas anuais. Este metal é utilizado para a produção de jóias e objetos de decoração, além de ser usado em processos industriais como catalisador, revestimento ou condutor elétrico.


13- Platina - R$ 102/grama
Devido à sua escassez, a platina é mais valiosa do que o ouro e a prata, embora não seja tão cobiçada. Empregado na fabricação de jóias, projéteis, utensílios cirúrgicos, implantes e até em medicamentos de combate ao câncer (quimioterapia).


12- Metanfetamina - R$ 170/grama
A metanfetamina é uma droga estimulante do sistema nervoso central, muito potente e altamente viciante. Seus efeitos se manifestam no sistema nervoso central e periférico. A metanfetamina tem-se vulgarizado como droga de abuso devido aos seus efeitos agradáveis intensos tais como a euforia, aumento do estado de alerta, da auto-estima, do apetite sexu@l, da percepção das sensações e pela intensificação de emoções. Por outro lado, diminui o apetite, a fadiga e a necessidade de dormir.


11- Chifre de Rinoceronte - R$ 187/grama
A caça ilegal de rinocerontes disparou, impulsionada pelo valor dos chifres destes animais. Por causa dos elevados preços no mercado negro asiático, o aumento dos números são assustadores: 13 rinocerontes foram mortos em 2007, 448 em 2011, e nos quatro primeiros meses de 2012, já são 200 os que pereceram nas mãos de caçadores ilegais.


10- Heroína - R$ 220/grama
Droga semi-sintética produzida e derivada do ópio, extraído do fruto de algumas espécies de papoula. O consumo de heroína causa dependência física e psíquica graves.


9- Cocaína - R$ 365/grama
A cocaína é um alcaloide usado como droga, derivada da folha de coca, com efeitos anestésicos. Seu uso continuado pode causar efeitos como dependência, hipertensão arterial e distúrbios psiquiátricos.


8- LSD - R$ 5.000/grama
LSD é o acrônimo dietilamida de ácido lisérgico, que é uma das mais potentes substâncias alucinógenas conhecidas. É um composto cristalino, que ocorre naturalmente como resultado das reações metabólicas do fungo Claviceps purpurea.


7- Plutônio - R$ 6.800/grama
O plutônio (em homenagem ao ex-planeta Plutão) é um elemento químico representado pelo símbolo Pu e de número atómico igual a 94. É utilizado em armas nucleares e geradores termoelétricos de sondas espaciais ou submarinos.


6- Painita - R$ 15.000/grama
A painita é um mineral, conhecido por ser um dos minerais mais raros do mundo. Até 2005, existiam menos de 25 cristais de painita no mundo, mas recentemente foram encontrados mais exemplares na região de Myanmar.


5- Taffeit - R$ 34.000/grama
Pedra preciosa lilás, usada para fazer jóias.


4- Trítio - R$ 51.000/grama
O trítio, também conhecido como trício, é o terceiro isótopo do hidrogênio, e o menos abundante. Emite radiação do tipo β(beta), podendo no futuro ser utilizado para a produção de energia em grande quantidade.


3- Diamantes - R$ 93.500/grama
O diamante é uma forma do carbono, termodinamicamente estável em pressões acima de 60 Kbar. Comercializados como gemas preciosas, os diamantes possuem um alto valor agregado: é o mais duro material de ocorrência natural que se conhece, com uma dureza de 10 (valor máximo da escala de Mohs). Isto significa que não pode ser riscado por nenhum outro mineral ou substância, exceto o próprio diamante, funcionando como um importante material abrasivo.


2- Califórnio - R$ 46 milhões/grama
O califórnio é um elemento metálico, sintético, sólido e de aspecto prateado. Foi descoberto em 1950 por uma equipe de pesquisadores da Universidade da Califórnia (vindo daí o seu nome), bombardeando o elemento cúrio com partículas alfa. O califórnio-252 é um forte emissor de nêutrons, por isso, extremamente radioativo e prejudicial. Três de suas poucas aplicações são encontrar camadas de água e de óleo em poços de petróleo, fonte de radiação em radiologia e como fonte de nêutrons em reatores nucleares.


1- Antimatéria - R$ 107 trilhões/grama
Antimatéria é um conceito de antipartícula da matéria, por meio de que a antimatéria é composta de antipartículas da mesma maneira que matéria normal está composta das partículas. Por exemplo, anti-elétrons (pósitrons, elétrons com carga positiva), antiprótons (prótons com carga negativa) e antinêutrons (com carga nula como os nêutrons) poderiam dar forma a antiátomos da mesma maneira que elétrons, prótons e nêutrons dão forma a átomos normais da matéria. Além disso, a mistura da matéria e da antimatéria conduziria ao aniquilamento de ambos, da mesma maneira que a mistura das antipartículas e das partículas, criando assim fótons de grande energia (raios gama) e outros pares de partículas e antipartículas. As partículas que resultam do aniquilamento matéria-antimatéria são dotadas de energia igual à diferença entre a massa do descanso dos produtos do aniquilamento e a massa do descanso do par original da matéria-antimatéria, que é sempre grande.
Complicado? Bom, resumindo, esse valor é altíssimo pois a antimatéria é praticamente inexistente no universo: teoricamente, ela se anularia com a primeira matéria que entrar em contato com ela. Para se ter uma idéia, foi em novembro de 2010 que cientistas conseguiram “capturar” um átomo de antimatéria pela primeira vez.

Tecnologia do Blogger.