32 curiosidades sobre o narcotraficante Pablo Escobar



Pablo Emilio Escobar Gaviria. Esse é um nome que ficaria para sempre marcado como sendo do mais poderoso e perigoso narcotraficante do mundo. Pablo Escobar (ou Don Pablito, como era apelidado) chefiava o Cartel de Medellín, um rede de traficantes colombiana extremamente organizada que operava em países como Peru, Honduras, Bolívia, Colômbia e até Estados Unidos e Canadá, sem contar alguns países da Europa.

1. Pablo Escobar teve uma infância pobre. Nasceu em um barraco na Antioquia (Colômbia), e teve uma educação simples por parte de seus pais, um agricultor e uma professora primária. 

2. Apesar de um ato negado veementemente por seu irmão, Roberto Escobar, descobriu-se que o narcotraficante Pablo Escobar começou na vida de crimes roubando túmulos e revendendo-os para contrabandistas. 

3. Quando decidiu ‘expandir’ seus negócios ilícitos, Pablo começou a vender cigarros contrabandeados e bilhetes de loteria falsos. Logo depois, Pablo já roubava carros, tornando-se um especialista nisso.

4. Ele chegou a entrar na faculdade e começou a cursar Ciências Políticas. Porém, teve que abandonar os estudos por não poder pagar a mensalidade. 

5. Antes de entrar para a vida do tráfico, Pablo conseguiu 100 mil dólares ao sequestrar um executivo de Medellín, ganhando muito reconhecimento e respeito pelo ato. 

6. Escobar começou a lucrar alto prestando trabalhos ao contrabandista Álvaro Prieto e, aos 22 anos, Pablo já era milionário. 

7. Pablo ganhou notoriedade internacional, já dentro do tráfico, quando encomendou o assassinato de Fabio Restrepo, um revendedor de Medellín que tentou lhe matar. 

8. O cartel de Escobar contrabandeava 15 toneladas de cocaína por dia para os Estados Unidos (o equivalente ao peso a dois elefantes africanos em drogas). 


9. Para ficar livre das autoridades, Pablo Escobar subornava ou matava. Era uma lei pessoal sua, e tinha até um nome: “Plata o plomo” (dinheiro ou chumbo).

10. Um dos métodos que o narcotraficante usava para contrabandear cocaína era esconder a droga nos pneus dos aviões que a transportava. Pablo chegava a pagar 500 mil dólares ao piloto do avião. 

11. Estima-se que seu cartel – o cartel de Medellín – movimentava cerca de 1 milhão de dólares ao dia, com o tráfico de drogas. 


12. O narcotraficante foi responsabilizado pela morte de três políticos colombianos que concorriam à presidência, por explodir um avião da Avianca 203 e o prédio de segurança pública da cidade de Bogotá; e pelas guerras sangrentas com o Cartel de Cali (um cartel rival). 


13. Segundo historiadores, Pablo enviava cartas para suas vítimas convidando-as para seus próprios enterros, que sempre aconteciam na data marcada na carta. 


14. Escobar também era considerado um “pai dos pobres”. Ele construía estádios de futebol em periferias, dava casas para os mais necessitados e patrocinava times de futebol locais. Conseguia assim, apoio e proteção da população contra as autoridades.

15. No ano de 1989 a revista Forbes listou Pablo Escobar como o sétimo homem mais rico do planeta, com uma fortuna estimada em 25 bilhões dólares.

16. O cartel de Medellín gastava ao equivalente 2 mil dólares apenas com elásticos para prender rolos de dinheiro. 


17. No ano de 1991, após cometer o assassinato de Luis Carlos Galán, um candidato à presidência, Pablo Escobar fez um acordo com o governo colombiano para evitar sua extradição para os EUA ou sua morte pelo Cartel de Cali. Pressionado pelas autoridades e pela opinião pública, Escobar foi preso em uma prisão luxuosa, construída por ele mesmo, a La Catedral. 


18. Segundo um relatório de 1981 do DEA (Departamento Antidrogas dos Estados Unidos), o criminoso formou seu próprio exército paramilitar. Seus soldados eram conhecidos como “sicarios”. 


19. Durante uma ocasião em que o narcotraficante teve que ficar escondido em uma choupana nos arredores de uma área montanhosa de Medellín, ele queimou cerca de 2 milhões de dólares em dinheiro para poder manter sua família aquecida. 


20. Estima-se que aproximadamente 6 mil pessoas tenham sido assassinadas a mando do narcotraficante. Ele tinha fama de ser impiedoso e cruel. 


21. Pablo possuía uma frota aérea de nada menos que 15 aviões (incluindo um jatinho) e seis helicópteros.

22. Ele foi eleito como suplente do congressista Jairo Ortega Ramírez, no entanto, o substituiu desde a primeira sessão no Congresso, angariando assim, grande influência em todos os setores civis, econômicos, religiosos e sociais do país. Em 1983, foi denunciado e expulso do Congresso por outro congressista, Rodrigo Lara Bonilla. 


23. Escobar era casado, mas sempre foi conhecido por seus casos extraconjugais, sobretudo com garotas menores de idade. Um de seus casos foi com Virginia Vallejo, que posteriormente se tornou uma personalidade famosa na televisão colombiana. 


24. Uma frase marcante que foi atribuída a ele foi “Deus manda no céu e eu mando na Colombia”. 


25. Pablo costumava dizer que preferia um túmulo na Colômbia do que uma cela nos EUA, pois se fosse preso na Colômbia sabia que não ficava muito tempo na prisão.

26. Suas vítimas preferidas eram juízes, policiais e jornalistas, os quais determinava o assassinato sem piedade. 


27. A operação que levou Escobar à morte durou apenas 15 minutos. 


28. Uma equipe de especialistas em eletrônica colombianos, utilizando uma tecnologia de triangulação de rádio criada pelas autoridades americanas, encontrou Escobar desprevenido em um bairro de classe média de Medellín. 


29. Ele foi cravejado de balas quando tentou fugir por um telhado.

30. Depois que conseguiram abatê-lo, os policiais posaram sorridentes em uma foto, ao lado do corpo inerte de Pablo.


31. Em agosto de 2015, a Netflix lançou uma série sobre a vida de Pablo Escobar.

32. O Cartel de Medellín gerou mais de 750 mil empregos.
Tecnologia do Blogger.