50 curiosidades sobre a copa do mundo de futebol




Você gosta de futebol? Aposto que sim, então obviamente é apaixonado pela Copa do Mundo da FIFA.
Confira agora 50 curiosidades sobre a copa do mundo de futebol:


Na Copa do Uruguai, realizada em 1930, um jogador chamou a atenção de todos. O uruguaio Héctor Castro não possuía uma das mãos. Em função deste problema físico e de sua habilidade com a bola no pé, ganhou o apelido de "o divino manco".


Na Copa do Mundo de 1934, realizada na Itália, o jogador da seleção italiana Luigi Bertolini entrou em campo com faixas de pano enroladas na cabeça. O jogador fez isso para proteger a cabeça, pois as costuras das bolas da época eram grosseiras e costumam ferir a pele dos jogadores no momento do cabeceio.


Ainda na Copa de 1934, outro fato curioso. O jogador da seleção suiça Leopold Kielholz jogou usando óculos. Mesmo assim, foi capaz de marcar três gols.


Na Copa do Mundo de 1938, realizada na França, o jogador brasileiro Leônidas marcou um gol descalço. O fato curioso ocorreu no jogo entre Brasil e Polônia, vencida por nossa seleção por 6 a 5.


A Copa do Mundo de 1962 foi uma das mais violentas de todos os tempos. Nos cinco primeiros dias de jogos, cerca de 50 jogadores ficaram contundidos em função de jogadas violentas.


A Tunísia foi o primeiro país da África a vencer uma partida pela Copa do Mundo. Os tunisianos venceram os mexicanos por 3 a 1 na Copa do Mundo da Argentina (1978).


Em 1982, na Copa da Espanha, o sheik do Kuait invadiu o campo e pediu a anulação do jogo em que a equipe de seu país perdeu para a França pelo placar de 4 a 1.


Na realizada nos Estados Unidos, em 1994, um fato muito curioso ocorreu no jogo entre Bulgária e México. O defensor mexicano Marcelino Bernal, ao tentar salvar uma bola, exagerou na força e acabou quebrando a trave.


Na base da Taça da Copa do Mundo de Futebol existe espaço para gravar o nome das seleções campeãs somente até o ano de 2038.


Na final da Copa do Mundo de 1990, na Itália, o árbitro esqueceu de olhar o tempo no relógio, e o primeiro tempo chegou aos 53 minutos.


O jogador mais jovem a jogar uma partida de Copa do Mundo foi o irlandês Norman Whiteside. Ele disputou a Copa realizada na Espanha em 1982, com apenas 17 anos e alguns dias.


A maior média de gols em uma Copa foi a de 1954 (Suíça). Foram marcados, em média, 5,4 gols por partida.


A menor média de gols em uma Copa foi a de 1990, na Itália. Na ocasião, foram marcados, em média, 2,21 gols por partida.


A Copa do Mundo do México (1970) foi a primeira a ter as partidas transmitidas pela televisão.


Os cartões vermelho e amarelo foram utilizados pela primeira vez em Copas do Mundo em 1970, no México.


A seleção da Suíça não tomou nenhum gol na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.


O goleiro que ficou o maior tempo sem tomar gols em uma Copa do Mundo foi o italiano Walter Zenga. Ele conseguiu ficar, na Copa de 1990, 517 minutos sem sofrer gols.


O camaronês Roger Milla foi o jogador mais velho a marcar um gol em Copas do Mundo. Aos 42 anos e 39 dias, Milla marcou o único gol da seleção de Camarões na derrota para a Rússia na Copa de 1994.


O jogador mais novo a marcar um gol em Copa do Mundo foi o brasileiro Pelé. Com apenas 17 anos e 239 dias, ele marcou um gol contra a seleção do País de Gales, em 1958.


A seleção com maior número de cartões vermelhos acumulados em copas do mundo é da Argentina. No total, são 10 cartões vermelhos. O Brasil vem em segundo lugar com 9 cartões vermelhos.


A competição foi criada pelo francês Jules Rimet (sim, o mesmo cara que deu nome à taça conquistada pelo Brasil em 1970) no ano de 1928. A primeira Copa do Mundo ocorreu no Uruguai em 1930.


No total, 13 seleções participaram da primeira Copa do Mundo, todas convidadas pela FIFA.


A única Seleção que participou de todas as Copas foi a brasileira.


O primeiro gol brasileiro da história das Copas do Mundo foi feito pelo jogador Preguinho na Copa de 1930 e foi contra a Iugoslávia.


A primeira vitória brasileira em Mundiais foi na Copa de 1930 contra a Bolívia. O Brasil ganhou de 4 a 0.


Os uruguaios (os donos da casa!) venceram a primeira Copa do Mundo. Nas duas Copas seguintes, o campeão foi a Itália.


Na Copa de 1934, o Brasil passou pela primeira fase sem jogar. O Motivo? O Peru, que era seu adversário, acabou desistindo.


O primeiro brasileiro campeão em uma Copa do Mundo foi o jogador Amphilóquio Marques, que participou da Copa do Mundo de 1934… pelo time da Itália!


Por causa da Segunda Guerra Mundial, o torneio permaneceu suspenso entre os anos de 1942 e 1946. Os jogos olímpicos também foram suspensos nesse período.


Como todos sabem, a Copa do Mundo de 1950 foi no Brasil. O time brasileiro chegou à final confiante na vitória, mas acabou perdendo por 2 a 1 para o time do Uruguai. O jogo aconteceu diante de uma plateia de quase 200 mil pessoas.


O maior público em um jogo de Copa do Mundo foi justamente na partida entre Brasil e Uruguai na final da Copa do Mundo de 1950. No total, compareceram 199.854 pessoas.


O primeiro título do Brasil só veio em 1 958 durante a Copa da Suécia. Foi nessa Copa que o mundo conheceu o jovem jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.


O segundo título do Brasil veio quatro anos depois, na Copa do Mundo do Chile de 1962.


O terceiro título e o direito de ficar definitivamente com a Taça Jules Rimet foi conquistado em 1970, no México. Depois desse título, o Brasil ficaria 24 anos sem conquistar uma Copa do Mundo.


A quarta Copa conquistada pelo Brasil foi a de 1994, nos Estados Unidos.


O Brasil ergueu a taça de campeão pela quinta vez em 2002, na Copa da Coreia do Sul e do Japão. Aliás, essa foi a primeira vez que a Copa do Mundo foi realizada simultaneamente em dois países.


Depois do Brasil, os países que mais títulos conquistaram foram a Itália e a Alemanha. Ambos ganharam quatro Copas do Mundo.


O primeiro mascote de uma Copa do Mundo surgiu no mundial da Inglaterra e se chamava Willie.


Foram os organizadores da Copa do Mundo de 1974, na Alemanha, que adotaram pela primeira vez dois mascotes. Eles se chamavam Tip e Tap e simbolizavam a união das duas Alemanhas. Na época, a Alemanha estava dividida em dois países: Alemanha Ocidental (capitalista) e Alemanha Oriental (comunista).


O jogador com maior número de gols em Mundiais é o alemão Miroslav Kloze, com 16. Até 2014, o título pertencia ao brasileiro Ronaldo, com 15 gols no total.


O jogador com mais gols em uma única Copa foi o francês Just Fontaine. Foram 14 gols na Copa de 1958.


O jogador que mais vezes foi campeão do mundo foi Pelé, 3 vezes.


O que mais participou de finais também era brasileiro: Cafu. (Pelé não jogou a final de 1962)


Cafu participou das finais das Copas de 1994, 1998 e 2002. Foi campeão em 94 e 2002, sendo a última como capitão.


Pelé foi o campeão mais jovem da história. Quando o Brasil foi campeão na Copa do Chile, Pelé tinha apenas 17 anos.


A maior goleada da história das Copas aconteceu em 1982, na Copa da Espanha. O time da Hungria venceu o de El Salvador por 12 a 0.


A maior goleada sofrida pelo Brasil foi na Copa de 2014, disputada aqui mesmo. O time brasileiro perdeu de 7 a 1 da Alemanha.


O gol mais rápido em uma Copa do Mundo aconteceu em 2002 e levou apenas 11 segundos para ser marcado. Quem marcou foi o turco Hakan Sukur na partida entre Turquia e Coreia do Sul.


A maior goleada em uma eliminatória da Copa foi em 2001 no jogo entre Austrália e Samoa Ocidental. Os australianos venceram por “apenas” 32 a 0.


Continentes sedes da Copa do Mundo: Europa (10 vezes), América do Sul (6 vezes), América do Norte (3 vezes), Ásia (1 vez) e África (1 vez).


Nomes dos mascotes dos Mundiais: Willie (Inglaterra 1964), Juanito (México 1970), Tip e Tap (Alemanha 1974), Gauchito (Argentina 1978), Naranjito (Espanha 1982), Pique (México 1986), Ciao (Itália 1990), Strike (EUA 1994), Footix (França 1998), Ato, Kaza e Nik (Japão/Coreia 2002), Goleo IV e Pile (Alemanha 2006), Zakuri (África do Sul 2010) e Fuleco (Brasil 2014).

Tecnologia do Blogger.